Avançar para o conteúdo principal

Imigração em queda


Algo está mal quando nem os imigrantes se aguetam no nosso país. Aqueles que fugiram da sua pátria em busca de uma vida melhor, são agora obrigados a fazer segunda escolha (Espanha, França, Alemanha e Bélgica).
Em 2004, por exemplo, e segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, eram 60 mil os ucranianos que viviam legalmente em Portugal, hoje não passam de 37 mil.
Os próprios portugueses estão também a emigrar, novamente, em grande escala.
Que futuro estará reservado para este Portugal? Eu ainda vou ficando, na esperança de contribuir de forma positiva. Apesar de a partida já ter estado mais longe de se concretizar.
A ver vamos.

(fonte: Revista Visão de 20 de Setembro de 2007)
(fotografia: Petrified Collection)

Comentários

Kitty disse…
Visite e, se puder, ajude:
http://astresmeninasgemeas.blogspot.com/
Obrigada
Portugal está cada vez menos atractivo para quem quer que seja.Uma nuvem cinzenta abateu-se sobre os nossos destinos.
São as condições de trabalho que se deterioram; é o SNS que não responde; é a angústia da incerteza a dominar o quotidiano da maioria das famílias. A injustiça social é gritante e os que se "aproveitam" não páram de acumular riqueza. Mas todos juntos podemos fazer alguma coisa. Há que não desistir.
NINHO DE CUCO disse…
A imigração não pára de cair porque escravo por escravo antes morrer na terra. Portugal está seco e já nada tem para dar. Espraiam-se os olhos tristes por subúrbios sujos e terras do interior abandonadas.
JOY disse…
Pergunto ? onde está a politica de imigração ? Tratamos imigrantes possuidores de conhecimentos profissionais que temos falta em Portugal como escravos em vez de os aproveitarmos para nos ajudarem a termos um pais mais evoluido, não consigo perceber porque não se aproveita e se integra como deve de ser estes imigrantes ?
NÓMADA disse…
Se as PME´s estão a falir, o pequeno comércio a agonizar, o consumo interno a diminuir que podemos nós oferecer aos imigrantes? Os portugueses eles próprios emigram porque cá não têm condições.
CRÍTICO, meu amigo, acabo de atribuir-te, no meu blogue, o prémio de VISITANTE, tu que estiveste ao pé de mim quando cheguei à blogosfera e mal sabia lidar com um blogue. Tens-me acompanhado e apoiado com os teus comentários e incentivos ajudando-me a consolidar o meu espaço. Também quero ajudar-te no teu, com a minha companhia, considerando que tens um capital social, humano e cultural para fazer uma grande obra.
Para já gostaria que continuásses a corrente que comecei e que visa incentivar o visitante a ler, comentar e compreender o espaço que visita para que cada blogue possa, com a sua distintividade, contribuir para um património comum. Nada do que fizermos terá valor se não for lido. Promovamos pois uma ampla participação.
Um abraço sempre
Boris disse…
A imigração tem sido um fenómeno muito mal acompanhado no nosso País. Tem servido para as mais ignóbeis explorações, quer a nível de trabalho quer de alojamento, para tráfico humano e para muitas outras coisas que nos envergonham. Nunca houve preocupação em integrar os imigrantes. Porra, se há tanto licenciado desempregado e com cursos na área social porque não os põem a tratar deste assunto?
Crítico disse…
Obrigado pelo apoio Silêncio Culpado. Houvesse mais tempo e certamente escreveria bem mais e ampliaria a temática.
Muito obrigado do fundo do coração.

Mensagens populares deste blogue

Seja feliz

Para se ser saudável tem de se ser feliz.A infelicidade mina a saúde.Não, e ela não nos cai nas mãos, temos de ir à sua conquista. O mais importante é que não dependemos de ninguém, a felicidade mais pura está nas mais pequenas coisas, mas para o percebermos temos primeiro de liberar algum lixo que ocupa a nossa mente.Seja feliz, pela sua saúde!

Vem comigo

Vidas frustradas por ilusões perdidas. Vidas gastas na comiseração. Zona de conforto que aprisiona a pobre alma, sem esta conseguir a garra, o entusiasmo para quebrar o fino fio que a prende, quando ela julga ser uma pesada corrente.Frustração dirigida ao outro pelo simples facto de não saber lidar com a dor que sente, por ver a vida passar por entre os dedos.Quantos apenas vêem o abismo à sua frente e não percebem que têm asas para voar. Asas tolhidas pela ignorância, agrilhoadas pelo deixa andar que um dia vai mudar.A existência passa e quando a senhora da foice chega já é demasiado tarde para despertar e correr para os braços da profunda realização.Mata a zona de conforto e vem comigo, não vai ser fácil, mas vai ser muito gratificante. E na caminhada sorrimos como se a meta fosse apenas mais uma etapa.

O veganismo não é moda, veio para ficar!

Ouve-se por aí que 2019 é o ano do veganismo, mas é muito mais do que isso. 2019 até poderá ser o ano com mais expressão até então, mas o boom está por vir, o futuro será inevitavelmente vegan, ou não haverá futuro de todo. Não são só as estrelas de cinema, os atletas de nível mundial ou as figuras públicas, por todo o mundo há cada vez mais pessoas a adotar este estilo de vida, que vai muito além da simples alimentação. Há uma tomada de consciência larga que faz com que a mudança seja inevitável. Um ser dito lúcido e com o mínimo de inteligência basta parar e refletir sobre as suas escolhas para um processo de mudança se iniciar. Vivemos num mundo acelerado que não deixa tempo para a plena reflexão e esse é um dos problemas.
A mudança pode ter início num dos seguintes pontos:
Ética: não há nenhuma necessidade de infligir sofrimento e tortura aos animais para nos alimentarmos. Eles são seres sencientes e é um contrassenso dizer que se gosta dos animais mas é só de alguns, não de todos.
Saú…