quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Nonsense

- Tenho que arranjar algo para não fazer!
- Como assim?!
- Pretendo não fazer algo, não fazer!
- Mas se é não fazer não existe algo, é simplesmente não fazer!
- Pois! Mas dentro dos tantos afazeres tenho que arranjar tempo para não fazer algum deles.
- Mas assim deixam de ser feitos?!
- É essa a ideia, não fazer.
- Sim, mas podes arranjar um intervalo entre afazeres para não fazeres.
- Também podia, mas não tenho tempo.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Elimine a lamentação

"Quem se lamenta está a alimentar as mesmas emoções e pensamentos que, quase sempre,
são a origem do que se lamenta. É uma atitude mais nobre e sensata reflectir sobre como
mudar a sua vida para que essa situação não se repita mais.
Quem se lamenta é quem quer evitar de mudar-se a si próprio, mas pretende que sejam os outros
ou a própria realidade a mudarem.
O universo responde de forma muito potente e imediata aos nossos pensamentos, por isso
mudando a qualidade dos nossos pensamentos já damos à realidade a possibilidade de poder
transformar o tipo de experiências que vivemos.
Quem se lamenta está a declarar a própria incapacidade de produzir pensamentos felizes
graças aos quais possa, finalmente, viver experiências felizes.
Reforçar o vitimismo e dar atenção a quem se lamenta é um dos aspectos que, infelizmente,
caracteriza os tradicionais meios de comunicação, em particular os noticiários, que são tão
enfatizados por quem se lamenta continuamente, alimentando apenas desculpas para quem
não tem aquilo que quer (para não falar dos que não sabem sequer o que querem…). Na
televisão as notícias principais (em todo o mundo) giram sempre à volta da (suposta) crise,
falta de emprego, precariedade dos trabalhadores, política caótica, etc, que vão ainda dar um
pretexto a todos os que se queixam da sociedade como desculpa para o que não conseguiram
atingir.
Quem tem uma atitude construtiva na vida consegue arranjar um bom trabalho, boas relações
humanas, boa estabilidade económica e ser feliz, em vez de continuar com a desculpa
constante que tudo é mau ou impossível, como se o mundo à sua volta conspirasse para lhe
tornar a vida mais difícil.
Os lamentosos vitimistas vivem esperando e pedindo continuamente a ajuda dos outros, sem
nunca fazer nada para parar de ter que precisar dessa ajuda.
Uma pessoa feliz que quer manter o seu bem estar deveria desconfiar e defender-se das
pessoas que mostrem sinais de constante lamentação e que queiram relacionar-se consigo."


Gentilmente cedido pelo amigo, e colega de profissão no Método DeRose, Carlo Mea.
Obrigado Carlo!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Imaginem (por Mário Crespo)

"Imaginem que todos os gestores públicos das 77 empresas do Estado decidiam voluntariamente baixar os seus vencimentos e prémios em dez por cento. Imaginem que decidiam fazer isso independentemente dos resultados. Se os resultados fossem bons as reduções contribuíam para a produtividade. Se fossem maus ajudavam em muito na recuperação.


Imaginem que os gestores públicos optavam por carros dez por cento mais baratos e que reduziam as suas dotações de combustível em dez por cento.   


Imaginem que as suas despesas de representação diminuíam dez por cento também. Que retiravam dez por cento ao que debitam regularmente nos cartões de crédito das empresas.


Imaginem ainda que os carros pagos pelo Estado para funções do Estado tinham ESTADO escrito na porta. Imaginem que só eram usados em funções do Estado.


Imaginem que dispensavam dez por cento dos assessores e consultores e passavam a utilizar a prata da casa para o serviço público.


Imaginem que gastavam dez por cento menos em pacotes de rescisão para quem trabalha e não se quer reformar.


Imaginem que os gestores públicos do passado, que são os pensionistas milionários do presente, se inspiravam nisto e aceitavam uma redução de dez por cento nas suas pensões. Em todas as suas pensões. Eles acumulam várias. Não era nada de muito dramático. Ainda ficavam, todos, muito acima dos mil contos por mês.  Imaginem que o faziam, por ética ou por vergonha. Imaginem que o faziam por consciência.


Imaginem o efeito que isto teria no défice das contas públicas.


Imaginem os postos de trabalho que se mantinham e os que se criavam.


Imaginem os lugares a aumentar nas faculdades, nas escolas, nas creches e nos lares.


Imaginem este dinheiro a ser usado em tribunais para reduzir dez por cento o tempo de espera por uma sentença. Ou no posto de saúde para esperarmos menos dez por cento do tempo por uma consulta ou por uma operação às cataratas.


Imaginem remédios dez por cento mais baratos. Imaginem dentistas incluídos no serviço nacional de saúde.


Imaginem a segurança que os municípios podiam comprar com esses dinheiros.


Imaginem uma Polícia dez por cento mais bem paga, dez por cento mais bem equipada e mais motivada.


Imaginem as pensões que se podiam actualizar. Imaginem todo esse dinheiro bem gerido.


Imaginem IRC, IRS e IVA a descerem dez por cento também e a economia a soltar-se à velocidade de mais dez por cento em fábricas, lojas, ateliers, teatros, cinemas, estúdios, cafés, restaurantes e jardins.


Imaginem que o inédito acto de gestão de Fernando Pinto, da TAP, de baixar dez por cento as remunerações do seu Conselho de Administração nesta altura de crise na TAP, no país e no Mundo é seguido pelas outras setenta e sete empresas públicas em Portugal. Imaginem que a histórica decisão de Fernando Pinto de reduzir em dez por cento os prémios de gestão, independentemente dos resultados serem bons ou maus, é seguida pelas outras empresas públicas.


Imaginem que é seguida por aquelas que distribuem prémios quando dão prejuízo. 
Imaginem que país podíamos ser se o fizéssemos.
Imaginem que país
seremos se não o fizermos."


Texto do jornalista Mário Crespo.
Partilhado pela amiga Sandra Ramalho.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O segredo está em fazer

As pessoas atribuem sempre a culpa às circunstâncias para justificar o que são. Não acredito nas circunstâncias. Aqueles que progridem neste mundo são os que se levantam e procuram as circunstâncias que querem e, se não as conseguem encontrar, constroem-nas.
George Bernard Shaw


Há os que se levantam e fazem; e há os que se sentam e choram.
DeRose

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Natal em Outubro

Ao ver as primeiras montras de natal, no dia 5 de Outubro, achei por bem recordar o segundo post que escrevi neste blog, já lá vão quase 7 anos: podem lê-lo aqui.

Bom Natal!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Trabalho e amizade

Há quem passe uma vida à procura daquilo que gostaria de fazer, sem, no entanto, conseguir encontrar a realização, sujeitando-se a trabalhos que lhe permitem sobreviver, mas não viver.
Outros há que descobrem a sua vocação e têm a possibilidade de crescerem em harmonia com a sua vontade. Mas mesmo estes, com o passar dos anos, vão perdendo a motivação, devido a rotinas e inércia, e a vida torna-se quase tão desprovida de sentido como a dos primeiros.
Nem só de trabalho vive o homem, há que ter a noção das pessoas, daqueles que nos rodeiam e que nos são queridos, desde os colegas, amigos e familiares. Sem a base das relações sociais a parte laboral não trará verdadeira realização.
De todos as profissões que já tive há uma coisa que permanece comigo para além da experiência adquirida, são os amigos que fiz pelo caminho, e que guardo no meu peito com carinho.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Faça parte da mudança.

Não podemos esperar mais, temos que fazer parte da mudança.



Waiting on the World to Change
John Mayer feat. Ben Harper

Me and all my friends
We're all misunderstood
They say we stand for nothing and
There's no way we ever could

Now we see everything that's going wrong
With the world and those who lead it
We just feel like we don't have the means
To rise above and beat it

So we keep waiting
Waiting on the world to change
We keep on waiting
Waiting on the world to change

It's hard to beat the system
When we're standing at a distance
So we keep waiting
Waiting on the world to change

Now if we had the power
To bring our neighbors home from war
They would have never missed a Christmas
No more ribbons on their door
And when you trust your television
What you get is what you got
Cause when they own the information, oh
They can bend it all they want

That's why we're waiting
Waiting on the world to change
We keep on waiting
Waiting on the world to change

It's not that we don't care,
We just know that the fight ain't fair
So we keep on waiting
Waiting on the world to change

And we're still waiting
Waiting on the world to change
We keep on waiting waiting on the world to change
One day our generation
Is gonna rule the population
So we keep on waiting
Waiting on the world to change

We keep on waiting
Waiting on the world to chang

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Frenesim

"Ansiamos por um momento de paz e calma, para de imediato ligar o rádio, fazer um telefonema, ou levar a cabo uma missão qualquer assim que a oportunidade de solidão se apresenta"

Ronnie Polanezcky

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Sê feliz

Pára! O que sentes? 
Escuta! O que ouves? 
Olha! O que vês?
Inala profundamente e respira o máximo de oxigénio que te for possível. 
Sente essa energia vital expandir-se através da corrente sanguínea, e aflorar a todas as células do teu corpo. Sente a vida que pulsa em ti. 
Alarma-te com o tempo perdido em futilidades.
Repara como a vida é grandiosa e bela.
Não vais queres que ela te passe entre os dedos, ou vais?!
Deixa-te de desculpas e agarra-a com unhas e dentes.
Sê feliz, e mais importante ainda, faz felizes aqueles que contigo convivem, só pelo facto de contigo partilharem esse brilho no olhar.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Por vezes, não sei se estou a falar com as pessoas ou com o seu ego, pelo que fico confuso a quem hei-de responder.

sábado, 3 de julho de 2010

Desabafo

À minha frente circula um veículo branco. No para-arranca aprecio os pormenores. É uma mulher que conduz, soltando os cabelos longos deixa que a brisa que entra pela janela os liberte. Pelo retrovisor dá para perceber que é bela. A mão esquerda agora do lado de fora, onde se vislumbra um anel volumoso. Entre os dedos uma decepção, um cigarro. O fumo que dele sai, desvanece-se no ar como o meu interesse momentâneo pela pessoa. Dá mais uma, duas passas, e atira a beata para a estrada, com um gesto de indiferença, como se esta lhe pertencesse, faltando assim ao respeito dos demais. Abano a cabeça, expiro, e entristeço-me por momentos.
A beleza física não é suficiente para nutrir a falta de consciência, nem de respeito pelos outros.
Sejamos belos em tudo o que fazemos. 

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Adversidades

O fracasso pode ser um estímulo à vitória, fonte de motivação para aquele que pretende realmente vencer.
Melhor do que o sucesso numa empreitada, rumo à auto-realização, é o fracasso, que fará com que as raízes solidifiquem, de forma a suportar o edifício da concretização.
Aquele que é bafejado pela fortuna, que vence desde o início e para o qual tudo é fácil, não chegará tão longe como o que foi posto constantemente à prova. Este, não se deixando abalar pelas contrariedades, contornará cada obstáculo de forma graciosa, executando a bela coreografia da vida.

terça-feira, 8 de junho de 2010

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Bêbados de sono

Segundo Charles Czeisler, investigador de Harvard, um período de 25 horas sem dormir, ou um descanso de apenas cinco horas por noite durante uma semana, são o equivalente a uma taxa de alcoolémia de 1g/l. Mas a verdade é que a ética do mundo empresarial exalta esses feitos. "Jamais seríamos capazes de dizer: 'Esta pessoa é um excelente trabalhador! Anda sempre bêbado!'", escreveu ele na "Harvard Business Review", em 2006.

In. Revista National Geographic Portugal, de Maio de 2010.

sábado, 1 de maio de 2010

Vamos Salvar a Linha do Tua




Assine o Manifesto

Site Oficial
Site Oficial do Documentário Pare, Escute, Olhe

Documentário em exibição:
- Cinema City Classic Alvalade
- Cinema Zon Lusomundo Amoreiras
- Cinema Zon Lusomundo Parque Nascente (Gondomar)

Obrigado ao Daniel e ao DeTigre pelo lembrete.

sexta-feira, 26 de março de 2010

Hora do Planeta é já amanhã


Apagar as luzes por uma hora - a Hora do Planeta - é não só contribuir para a preservação do nosso Planeta, como fazer parte da maior plataforma voluntária de cidadãos contra as alterações climáticas.

Pelo segundo ano consecutivo, Portugal adere à Hora do Planeta e os resultados têm sido além das expectativas!

Já temos confirmadas oficialmente as cidades de Lisboa, Faro, Loulé, Águeda, Aveiro e Vila Nova de Famalicão. E todos os dias várias cidades e vilas do país procuram saber como aderir a este movimento que este ano já está a ultrapassar os números atingidos em 2009.

Monumentos nacionais (como: Cristo-Rei, Castelo de São Jorge, Museu da Electricidade e Padrão das Descobertas em Lisboa; Arco e Muralhas da Cidade de Faro; Biblioteca Manuel Alegre, em Águeda; ou o Mosteiro do Landim, em Vila Nova de Famalicão) engrossam a lista de mais de 70 monumentos que em todo o mundo irão ficar às escuras em nome desta mensagem poderosa da WWF e da Hora do Planeta: ajudar a manter o nosso Planeta Vivo!

O Planeta conta consigo e com milhares de empresas e organizações nesta luta para marcar a diferença e fundamentar uma mudança real!

As expectativas para a HP2009, eram elevadas, mas foram superadas em todo o mundo de forma estrondosa!

Durante uma hora mais de 4 mil cidades, das quais 11 cidades portuguesas, em 88 países, 21 mil empresas e o estrondoso número de 1 200 milhões e pessoas em todo o mundo deram o seu voto ao Planeta.

A Hora do Planeta em 2009, alargava sua mensagem a Copenhaga, onde decorreu a Cimeira das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas - de onde deveria sair um novo acordo climático.
Os olhos estavam postos na cidade dinamarquesa, nos líderes mundiais e num Acordo Climático que fosse ambicioso, justo e realmente eficaz. Os países mais desenvolvidos, de quem se esperava um progresso em acções sustentáveis, minaram este objectivo.

E esta atitude vai ter repercurssões no futuro de todos nós!

Mas não é com críticas que mudaremos a situação. É com acções! E acções construtivas e em forma de celebração. Uma celebração por um Planeta Vivo!
Una-se à Hora do Planeta 2010 e marque a diferença!

Contra o aquecimento global, uma acção global.

Não lhe estamos a pedir muito: é só mexer um dedo e... Desligar a luz!

HORA DO PLANETA
27 Março - 20H30 ás 21H30

Fonte: WWF

sábado, 20 de março de 2010

20 de Março - Dia Mundial Sem Carne

"Iniciativa lançada nos EUA em 1985 pela FARM (Farm Animal Reform Movement), o Dia Mundial Sem Carne é actualmente uma das maiores campanhas de sensibilização à dieta vegetariana realizada a nível mundial.
Neste dia, as pessoas são convidadas a fazer uma alimentação alternativa, à base de vegetais e frutas e sem a ingestão de qualquer tipo de carne ou peixe. É a celebração da chegada da Primavera de uma forma diferente.

Vantagens de uma alimentação sem carne:
  • Diminui o colesterol, reduzindo assim o risco de desenvolver doenças cardíacas, como um ataque cardíaco ou arteriosclerose;
  • Ajuda na prevenção do cancro, diabetes, obesidade e outras doenças crónicas;
  • Evita que os animais sejam capturados, enclausurados, torturados, drogados e abatidos de forma agonizante.
  • Preserva as fontes de produção de alimentos e água utilizadas na alimentação dos animais, permitindo assim alimentar a fome mundial;
  • Diminui a poluição gerada pela utilização de pesticidas e adubos e libertação de gás metano (produzido pela fermentação do adubo orgânico) e gás de amónia (produzido pelo excremento dos animais);
  • Aumenta o nosso nível de energia, tornamo-nos então mais felizes e saudáveis."

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Consciência a quanto obrigas

Podes-se afirmar que a consciência tem vários níveis de profundidade ou consciente é aquele que o é na sua plenitude, abarcando todos os domínios, todas as acções e actos?
Um defensor dos direitos dos animais pode-se dizer consciente, mas não se se alimentar das carnes dos mesmos! E há ainda a questão das veste derivadas dos animais, do leite e dos ovos. Produtos esses que nos chegam às mãos repletos de sofrimento, dor e maus tratos, na sua maioria (salvo os biológicos).
Mesmo no simples acto de lavar as mãos os direitos dos animais podem estar a ser lesados, desde que o sabonete tenha sido feito à base de derivados animais, como o são na maioria.
Pergunto, até onde vai a sua ética em relação aos animais? Não ingere carnes? Já é um magnífico passo, mas ainda há um longo caminho a percorrer.
Aqueles que se acomodam a um suposta ética atacam com veemência tais pressupostos como sendo radicais.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Gimme a Hug - tubarões

O tubarão é dos animais que mais se associa a perigo, dos mais incompreendidos, sobretudo após a exibição de filmes como os de Spielberg.
O documentário Gimme a Hug, vencedor de vários prémios, mostra uma nova visão dos tubarões, uma visão fabulosa.
Vejam abaixo o trailer, e para adquirir o dvd sigam este link.



Obrigado Vânia, pela partilha.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Menu diário do nadador Michael Phelps

Vi estes dados no Blog Mais Nutrição e não podia deixar de os partilhar.
Estamos a falar de alguém que consome 12,000 calorias por dia.

Café da manhã:
3 sanduíches de ovo frito (com queijo, alface, tomate, cebolas fritas e claro, maionese)
3 xícaras de café
1 omelete com 5 ovos
1 tigela de cereais
3 fatias de torradas com açúcar
3 panquecas de chocolate

Almoço
1/2 kg de macarrão
2 sanduíches grandes de queijo com presunto no pão branco e muita maionese
1.000 calorias de bebida energética

Jantar
1/2 kg de macarrão
1 pizza inteira
1.000 calorias de bebida energética


(Obrigado Roberto, pela informação)

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Novo realizador na forja: Fede Alvarez

Fede Alvarez ficou conhecido internacionalmente pelo seu curto filme de pouco mais de quatro minutos colocado no Youtube. Sob o título Ataque de Pânico, foi visto por mais de meio milhão de pessoas, só nas primeiras 24 horas.
A película reúne uma mistura de imagens reais com efeitos 3D e o orçamento não foi muito além dos duzentos euros. Mas agora, que esta pequena produção chegou aos olhos das gentes de Hollywood, Sam Raimi, realizador do Homem-Aranha, já o contratou, oferecendo-lhe vinte milhões de dólares para produzir a sua primeira longa-metragem.
A ver vamos.

Faça duplo clique sobre o filme para o ver em tela ampliada.

Por que Amamos Cães, Comemos Porcos e Vestimos Vacas?


A autora Melanie Joy lançou recentemente um livro com o título Why we love dogs, eat pigs and wear cows?, onde aborda a atitude paradoxal de se amarem alguns animais em detrimento de outros, que são mortos para serem comidos.

Pode comprar o livro aqui e ver um curto vídeo que encena uma parte do primeiro capítulo aqui.

Boa leitura.

sábado, 2 de janeiro de 2010

O Universo Conhecido

Para quem quiser ter uma noção do Universo que nos rodeia.
Somos muito pequenos para nos acharmos tão grandes: