quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Onda de Assaltos


Ultimamente o número de assaltos tem vindo a aumentar no nosso país, seja a instituições bancárias, ourivesarias, ou outros estabelecimentos de valores. Não só o seu número aumentou como também subiu o índice de violência praticado nos mesmos.
Num pais que muito há de terceiro mundista não é de admirar que assim seja e que o descontentamento se possa também reflectir nestas atitudes extremas.
Compare-se um país evoluído, por exemplo a Finlândia, ou a Noruega, com um país subdesenvolvido, como a Colômbia ou a Venezuela. O índice de criminalidade é esmagadoramente superior nas regiões carentes. E quando digo carente refiro-me à economia, saúde, educação, emprego, direitos humanos, etc.
A violência é proporcional à cultura de um país. Mas para se atingir o grau cultural desejado tem que haver o que comer, empregos, respeito pelos direitos humanos, segurança, um bom sistema de saúde, entre outros.
E onde se situa Portugal no meio disto tudo? Com uma classe politica mal formada e agarrada a tachos.
Esta onda de assaltos violentos reflecte, na minha opinião, a situação do país, o descontentamento para com as políticas seguidas e consequente desrespeito pelo Zé-povinho.

(fotografia: Daniel Allan)

5 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Assino por baixo. É exactamente assim que eu penso.As tensões sociais, a extremas desigualdades e a ausência de soluções para os problemas serão geradores de violência a todos os níveis. E não é com o reforço policial, embora necessário dadas as circunstâncias, que os problemas se resolvem.Os países nórdicos são uma referência mas o governo actual cada vez se afasta mais desse modelo ao ir assassinando o Estado social.

ATL disse...

Dias piores virão.
A crise económica associada à incapacidade das forças de segurança geram uma bomba relógio pronta a explodir.
Isto são apenas pequenos indícios do que poderá vir a suceder.

Carreira disse...

Dias piores virão.
A crise económica associada à incapacidade das forças de segurança geram uma bomba relógio pronta a explodir.
Isto são apenas pequenos indícios do que poderá vir a suceder.

migvic disse...

Acho que prova disso é a alguma simpatia que o povo tem pelos assaltantes de bancos.

Anónimo disse...

E quando a fome apertar, mata-se para comer!
Negros dias estão a chegar...