quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Não havia necessidade!

Há dois ou três dia ouvi na rádio que se havia feito uma sondagem para averiguar a satisfação do povo em relação à função pública. O resultado, como não podia deixar de ser, foi negativo.
E eu pergunto, mas era necessário estar-se a perder tempo com o que toda a gente já sabe?

6 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

Como eu escrevi no Notas Soltas, questões de preconceitos.

JOY disse...

Há sempre os dois lados da história ,e nós temos tendencia a dar atenção a um só.

JOY

quintarantino disse...

E pergunto eu: e aquilo era uma sondagem? E porque é que só se fala no mau que a Função Pública tem e não se cura de saber qual a burocracia que espartilha a própria acção dos funcionários?
Por exemplo...

7 Pecados Mortais disse...

Não acredito em sondagens, já o disse várias vezes. Contudo é preciso reflectir bem sobre o desagrado da população. Geralmente o que está bem para mim, pode estar mal para os outros. Verdade é, que já se sabia antes de começar o resultado da sondagem, daí que concordo com o "Havia necessidade?"

SILÊNCIO CULPADO disse...

Eu acredito em sondagens feitas sem a preocupação de manipular.
Agora estas e outras sondagens são feitas para iludir a opinião pública. O estudo incide sempre sobre populações que se percepciona, à partida, que irão ter um determinado comportamento. E para isso servem os nossos impostos. Para pagar estudos que são precisos para nos ludibriarem.

NINHO DE CUCO disse...

Isto é o que se chama uma campanha de entupimento. Pobre Zé Povinho cada vez mais esfolado e mais enganado.