quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

O Poder Feminino

"A nossa civilização, baseada nos falsos valores do patriarcado, está em plena ruína, até no plano material. Para evitar a autodestruição, é preciso despertar o culto da feminilidade, que é o único a permitir o pleno desenvolvimento tanto do homem quanto da mulher."

André Van Lysebeth, in. Tantra, o Culto da Feminilidade.

5 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

Mesmo assim se calhar isto era difícil de endireitar, como as coisas andam...

quin[tarantino] disse...

Não é possível um equilíbrio?

DS disse...

Dear Quin!
Não me parece que haja equilíbrio, o que acontece é que as malhas do patriarcado estão tecidas hà tantos séculos que já nem as notamos. Não estou a falar de haver mulheres com calças ou com armas mas de valores intrínsecos à mulher que foram esquecidos, silenciados e deturpados em prol de uma sociedade de homens dominando as mulheres, homens dominando a natureza, homens dominando outros homens, etc...
Todos se esqueceram que não nasceram por magia de um velho barbudo habitante dos céus mas sim do corpo de uma mulher e que também não é o velho barbudo que nos dá alimento mas sim a natureza e que sem uma ou outra não haveria sequer mundo.
Think about this!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Crítico
Faço minhas as palavras da DS.
Abraço

7 Pecados Mortais disse...

Tenho estado ausente nos comentários, mas não nas visitas.
Espero que a minha não participação, não vos impeça de me visitarem.
Tenho novidades no meu espaço e explico melhor a minha "ausência".
Cumprimentos Pecadores.