Avançar para o conteúdo principal

Tabaco

O fumo é um dos grandes males da nossa sociedade. Um ato, como tantos outros, que pelo prazer gerado debilita gravemente a saúde do fumante.
Em tempos era visto como mais uma forma de sociabilizar, fumar era chique, ou apenas estava na moda. Mas com o evoluir dos estudos logo se percebeu que era muito prejudicial à saúde. Se os jovens até aos anos 50, ou 60, não tinham muita informação sobre esse facto, nas últimas décadas todos sabem que fumar é mau, muito mau para a saúde.
Segundo o relatório recente do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo, morre uma pessoa a cada 50 minutos, em Portugal, devido ao tabaco. Só estes números já deveriam dar muito que pensar. Evidentemente que quem fuma não quer pensar nisto, óbvio, e prefere recordar aquele familiar ou conhecido que fumando viveu até aos 100 anos. Mas a realidade está aí, basta querer vê-la.
Há muitos fumadores que lutam diariamente para deixar o vicio, outros há que não querem saber, para eles é o viver cada dia que interessa.
A questão que se coloca, terão as pessoas noção do suicido a longo prazo que estão a cometer, não diferindo muito de um suicídio comum, apenas este é adiado algum tempo.
Quem tem filhos, familia, ao fumar não pensa que estes poderão estar a sofrer, por verem o seu ente querido dia após dia a apagar-se, mesmo que à primeira vista isso não se note, mas a fatura virá e terá de ser paga. Quererá uma mãe ou um pai fumador ver o seu filho crescer, evoluir na vida, participar dessa alegria, certamente que sim, mas por algum motivo incompreensível continuam a fumar.
Sim, o vicio pode ser muito forte, mas mais mais forte terá de ser a vontade de sair da zona de conforto e lutar contra tão grande malefício, nem que tenha de se procurar ajuda, caso as suas forças por si só não sejam suficiente. Esses que lutam diariamente para deixar de fumar já perceberam o mal que a sim fazem e aos que lhes são queridos, os outros apenas se contentam com o prazer de mais uma passa, não se importando consigo, nem com os que lhes são próximos, aumentando a probabilidade de vir a privá-los da sua existência por um ato meramente egoísta.

«Dos 11.843 óbitos causados pelo tabaco ocorridos em 2016 (10,6% do total de mortes no país), 9.263 eram homens (16,4% do total dos que morreram) e 2.581 eram mulheres (4,7%). Os autores do documento adiantam que “o tabaco foi responsável por cerca de uma em cada quatro mortes no grupo etário dos 50 aos 59”.» In. Observador.pt


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Seja feliz

Para se ser saudável tem de se ser feliz.A infelicidade mina a saúde.Não, e ela não nos cai nas mãos, temos de ir à sua conquista. O mais importante é que não dependemos de ninguém, a felicidade mais pura está nas mais pequenas coisas, mas para o percebermos temos primeiro de liberar algum lixo que ocupa a nossa mente.Seja feliz, pela sua saúde!

Vem comigo

Vidas frustradas por ilusões perdidas. Vidas gastas na comiseração. Zona de conforto que aprisiona a pobre alma, sem esta conseguir a garra, o entusiasmo para quebrar o fino fio que a prende, quando ela julga ser uma pesada corrente.Frustração dirigida ao outro pelo simples facto de não saber lidar com a dor que sente, por ver a vida passar por entre os dedos.Quantos apenas vêem o abismo à sua frente e não percebem que têm asas para voar. Asas tolhidas pela ignorância, agrilhoadas pelo deixa andar que um dia vai mudar.A existência passa e quando a senhora da foice chega já é demasiado tarde para despertar e correr para os braços da profunda realização.Mata a zona de conforto e vem comigo, não vai ser fácil, mas vai ser muito gratificante. E na caminhada sorrimos como se a meta fosse apenas mais uma etapa.

O veganismo não é moda, veio para ficar!

Ouve-se por aí que 2019 é o ano do veganismo, mas é muito mais do que isso. 2019 até poderá ser o ano com mais expressão até então, mas o boom está por vir, o futuro será inevitavelmente vegan, ou não haverá futuro de todo. Não são só as estrelas de cinema, os atletas de nível mundial ou as figuras públicas, por todo o mundo há cada vez mais pessoas a adotar este estilo de vida, que vai muito além da simples alimentação. Há uma tomada de consciência larga que faz com que a mudança seja inevitável. Um ser dito lúcido e com o mínimo de inteligência basta parar e refletir sobre as suas escolhas para um processo de mudança se iniciar. Vivemos num mundo acelerado que não deixa tempo para a plena reflexão e esse é um dos problemas.
A mudança pode ter início num dos seguintes pontos:
Ética: não há nenhuma necessidade de infligir sofrimento e tortura aos animais para nos alimentarmos. Eles são seres sencientes e é um contrassenso dizer que se gosta dos animais mas é só de alguns, não de todos.
Saú…