quarta-feira, 28 de julho de 2010

Sê feliz

Pára! O que sentes? 
Escuta! O que ouves? 
Olha! O que vês?
Inala profundamente e respira o máximo de oxigénio que te for possível. 
Sente essa energia vital expandir-se através da corrente sanguínea, e aflorar a todas as células do teu corpo. Sente a vida que pulsa em ti. 
Alarma-te com o tempo perdido em futilidades.
Repara como a vida é grandiosa e bela.
Não vais queres que ela te passe entre os dedos, ou vais?!
Deixa-te de desculpas e agarra-a com unhas e dentes.
Sê feliz, e mais importante ainda, faz felizes aqueles que contigo convivem, só pelo facto de contigo partilharem esse brilho no olhar.

4 comentários:

pimentinha37 disse...

Sou feliz... por ti, e por ter o previlégio de me deliciar nas tuas palavras...

Marco Santos disse...

Querida Pimentinha, obrigado pelas doces palavras.
És musa inspiradora.
Beijos.

rui disse...

A infelicidade é sempre cinzenta e circular, ao passo que a felicidade é imensa nas cores e formas.
Deve haver por aí, algum cientista que explique qual a causa da infelicidade obedecer a essa coisa da lei da gravitação! Porque se fossemos a escolher...

Para ouvir:
http://feeds.tsf.pt/~r/Tsf-SinaisT/~5/7OzoWdZaMGE/sin_20090609.mp3

Marco Santos disse...

Obrigado Rui, pelo belo comentário e pela peça enviada.

Cumprimentos.