Avançar para o conteúdo principal

Dia Mundial Sem Carne

Nota de Imprensa do Centro Vegetariano

20 de Março – Dia Mundial Sem Carne


Iniciativa lançada nos EUA em 1985 pela FARM (Farm Animal Reform Movement), o Dia Mundial Sem Carne é actualmente uma das maiores campanhas de sensibilização à dieta vegetariana realizada a nível mundial.

Neste dia, as pessoas são convidadas a fazer uma alimentação alternativa, à base de vegetais e frutas e sem a ingestão de qualquer tipo de carne ou peixe. É a celebração da chegada da Primavera de uma forma diferente.


Vantagens de uma alimentação sem carne:

- Diminui o colesterol, reduzindo assim o risco de desenvolver doenças cardíacas, como um ataque cardíaco ou aterosclerose;

- Ajuda na prevenção do cancro, diabetes, obesidade e outras doenças crónicas;

- Evita que os animais sejam capturados, enclausurados, torturados, drogados e abatidos de forma agonizante.

- Preserva as fontes de produção de alimentos e água utilizadas na alimentação dos animais, permitindo assim alimentar a fome mundial;

- Diminui a poluição gerada pela utilização de pesticidas e adubos e libertação de gás metano (produzido pela fermentação do adubo orgânico) e gás de amónia (produzido pelo excremento dos animais);

- Aumenta o nosso nível de energia, tornamo-nos então mais felizes e saudáveis.


O que se pode fazer neste dia:

- Convidar a família ou amigos para ir a um restaurante vegetariano (descubra o restaurante mais próximo em http://www.centrovegetariano.org/index.php?destin=restaurants);

- Levar uns petiscos vegetarianos para o trabalho ou para a escola, para partilhar com os seus colegas (em http://www.centrovegetariano.org/receitas encontra muitas sugestões de receitas);

- Distribuir folhetos sobre as vantagens de uma alimentação vegetariana (pode descarregar alguns exemplos em http://www.centrovegetariano.org/index.php?cat_id=106);

. Experimentar uma receita vegetariana. Para o Dia Mundial Sem Carne, o Centro Vegetariano sugere, por exemplo:


Arroz com feijão e cogumelos

Ingredientes (4 pessoas):

1 chávena de arroz branco

1 cenoura

250g de feijão vermelho (pré-cozido)

250g de cogumelos laminados

1 cebola média

6 dentes de alho

2 folhas de louro

2 tomate maduros ou polpa de tomate

azeite q.b

sal q.b

3 chávenas de água


Preparação:

Num tacho refogar no azeite a cebola picada e os alhos. Juntar o tomate picado e a cenoura às rodelas. Deixar refogar um pouco mais e juntar 3 chávenas de água. Quando a água estiver a ferver juntar o arroz e deixa cozer cerca de 10 minutos.

A meio da cozedura, adicionar o feijão e os cogumelos. Juntar o louro e um pouco de sal e deixar cozinhar até o arroz estar cozido.

Servir acompanhado de uma salada colorida.


Fonte: http://www.centrovegetariano.org

Comentários

pimentinha37 disse…
Feliz dias sem carne para ti!
Indy disse…
É uma iniciativa interessante. Dar as Boas-Vindas à Primavera e à vida de todos os animais.

Mensagens populares deste blogue

Seja feliz

Para se ser saudável tem de se ser feliz.A infelicidade mina a saúde.Não, e ela não nos cai nas mãos, temos de ir à sua conquista. O mais importante é que não dependemos de ninguém, a felicidade mais pura está nas mais pequenas coisas, mas para o percebermos temos primeiro de liberar algum lixo que ocupa a nossa mente.Seja feliz, pela sua saúde!

Vem comigo

Vidas frustradas por ilusões perdidas. Vidas gastas na comiseração. Zona de conforto que aprisiona a pobre alma, sem esta conseguir a garra, o entusiasmo para quebrar o fino fio que a prende, quando ela julga ser uma pesada corrente.Frustração dirigida ao outro pelo simples facto de não saber lidar com a dor que sente, por ver a vida passar por entre os dedos.Quantos apenas vêem o abismo à sua frente e não percebem que têm asas para voar. Asas tolhidas pela ignorância, agrilhoadas pelo deixa andar que um dia vai mudar.A existência passa e quando a senhora da foice chega já é demasiado tarde para despertar e correr para os braços da profunda realização.Mata a zona de conforto e vem comigo, não vai ser fácil, mas vai ser muito gratificante. E na caminhada sorrimos como se a meta fosse apenas mais uma etapa.

O veganismo não é moda, veio para ficar!

Ouve-se por aí que 2019 é o ano do veganismo, mas é muito mais do que isso. 2019 até poderá ser o ano com mais expressão até então, mas o boom está por vir, o futuro será inevitavelmente vegan, ou não haverá futuro de todo. Não são só as estrelas de cinema, os atletas de nível mundial ou as figuras públicas, por todo o mundo há cada vez mais pessoas a adotar este estilo de vida, que vai muito além da simples alimentação. Há uma tomada de consciência larga que faz com que a mudança seja inevitável. Um ser dito lúcido e com o mínimo de inteligência basta parar e refletir sobre as suas escolhas para um processo de mudança se iniciar. Vivemos num mundo acelerado que não deixa tempo para a plena reflexão e esse é um dos problemas.
A mudança pode ter início num dos seguintes pontos:
Ética: não há nenhuma necessidade de infligir sofrimento e tortura aos animais para nos alimentarmos. Eles são seres sencientes e é um contrassenso dizer que se gosta dos animais mas é só de alguns, não de todos.
Saú…