sexta-feira, 25 de julho de 2008

Entrevista com Robert Happe

Por favor, disponibilizem meia hora para verem esta entrevista, não se vão arrepender.

Já é tempo de despertar.

(Esta entrevista foi-me inicialmente enviada pelo amigo Pedro Lopes e mais tarde pelo Miguel Peixoto, e por ser extensa ainda não a tinha visto. Não caiam no mesmo erro)

5 comentários:

Método DeRose - Unidade da Amadora disse...

De facto, a vida é um processo de aulto-conhecimento. Um processo longo e de grande maturidade e conciência.
O segredo para a grande vitória é como disse: "amar e ser Amado"

Parabens pela publicação

SwáSthya!

Roberto Silva disse...

Cara, fiquei admirado pela simplicidade e eloquencia das palavras de Robert. Achei-o verdadeiramente inspirador, muito obrigado por trazê-lo até mim.

Swásthya

Crítico disse...

Caro amigo Roberto, é um prazer partilhar algo assim.

Forte abraço.

Anónimo disse...

Olá adorei a entrevista muito bonita mesmo. Parabéns por publicar este tipo de mensagens.
um forte abraço.
Cuidem-se.

Edmilson S. Jesus disse...

Maravilhoso e raro conteúdo. Obrigado!

A solução é o despertar da Consciência de cada indivíduo. Enquanto isso, além de acreditarem no bem e no mal ao mesmo tempo, acreditam mais no “mal” do que no Bem. Vêem o “mal” em toda parte, vivem desconfiados. O Bem, Deus, o Amor, ou seja lá o nome dado, acreditam que está lá no céu, bem longe de nós. Dessa forma, amam mais as “trevas” (ilusão) do que a Luz (Verdade).

E ainda teimam que são os donos da Verdade. A crença no bem e no mal ao mesmo tempo, significa contradição, conflito, loucura. É essa crença contraditória que “cria” constantemente o aparente inferno. O “mal” a “sombra” é o resultado da crença hipnótica coletiva.