Avançar para o conteúdo principal

A "nossa" democracia


Será que notícias destas ainda me devem surpreender?:

«Professor de Inglês suspenso de funções por ter comentado licenciatura de Sócrates

Um professor de Inglês, que trabalhava há quase 20 anos na Direcção Regional de Educação do Norte (DREN), foi suspenso de funções por ter feito um comentário – que a directora regional, Margarida Moreira, apelida de insulto – à licenciatura do primeiro-ministro, José Sócrates.

(...) o professor faz os seus comentários sobre a situação. "Se a moda pega, instigada que está a delação, poderemos ter, a breve trecho, uns milhares de docentes presos políticos e outros tantos de boca calada e de consciência aprisionada, a tentar ensinar aos nossos alunos os valores da democracia, da tolerância, do pluralismo, dos direitos, liberdade e garantias e de outras coisas que, de tão remotas, já nem sabemos o real significado, perante a prática que nos rodeia."»
Veja a notícia completa aqui: Jornal Publico

Comentários

Carreira disse…
Penso que não te deves surpreender!!!É o país que temos, por mais que isso nos custe.
TiCo disse…
LoL, fala mal do teu patrão para ver o que te acontece...

Democracia? Ainda alguem acredita nessas coisas?

A democracia não dá direito de falar mal de quem nos apetece ;)

PS: PArabéns pela referencia :)
PintoRibeiro disse…
Li e postei sobre o mesmo. Precisamente: a nossa democracia.
Boa noite.
Anónimo disse…
Se não gostam desta democracia, têm a Coreia do Norte, Cuba, Irão etc, para irem viver. Ou então porque não irem na máquina do tempo visitar a Democracia de Salazar e Marcelo Caetano. O senhor que estava destacado na Dren, devia era ter ido há muito tempo pra a sua escola dar aulas e estar calado, porque já se esqueceu do tempo do Cavaquismo e de Sá Carneiro e das persiguições aos individuos de esquerda. Tenham senso. Processo disciplinar e rua com o destacado.
Crítico disse…
Sr. Anónimo, não é o facto de gostar ou não desta democracia, mas sim de torná-la melhor, mais justa.
O Sr. fala da esquerda mas o seu discurso parece-me bem destro, pois não cabe na cabeça de ninguém demitir um profissional pelo simples facto de ter feito um comentário em relação a algo que toda a gente comenta.
Passe bem.
Anónimo disse…
Senhor Critico
A democracia tem regras. Os funcionários públicos têm direitos e deveres. Se forem violados, terão de assumirem as responsabilidades e sujeitarem-se. O que se passa é que o destacado foi deputado, porque senão ninguém falava no assunto. Não recebo lições de democracia de ninguém. Fui perseguido antes e depois da democracia e até fui funcionário público.
Cumprimentos democráticos
Rocklândia disse…
Amigo do "Alerta", muito bem teres falado deste assunto...
Meus amigos que se f... a actual democracia, os deveres e os direitos, (que deveres e que direitos ?), e as regras (só para alguns), mas isto é democracia?, qualquer dia somos escutados, observados e até nos limpam o cú, com o papel que mais lhes convier, quando formos á casa de banho.

Isto é uma ditadura disfarçada de democracia, somos simples marionetes...

Um abraço
Rocklândia disse…
Também se pode escrever "Marionetas", rssss...

Olha a democracia, é muito rara, por isso é caríssima, aproveitem enquanto é tempo... , é comprar...

"Olhó robot, é pra menina e pró menino, olhô", ou então "Demogogia feita á maneira é como queijo numa ratoeira", acho que é assim, ou ainda "Eles comem tudo e não deixam nada"...
Embora eu prefira King Crimson, Yes, The Doors, Metallica, etc...

+ Um abraço

Mensagens populares deste blogue

Seja feliz

Para se ser saudável tem de se ser feliz.A infelicidade mina a saúde.Não, e ela não nos cai nas mãos, temos de ir à sua conquista. O mais importante é que não dependemos de ninguém, a felicidade mais pura está nas mais pequenas coisas, mas para o percebermos temos primeiro de liberar algum lixo que ocupa a nossa mente.Seja feliz, pela sua saúde!

Vem comigo

Vidas frustradas por ilusões perdidas. Vidas gastas na comiseração. Zona de conforto que aprisiona a pobre alma, sem esta conseguir a garra, o entusiasmo para quebrar o fino fio que a prende, quando ela julga ser uma pesada corrente.Frustração dirigida ao outro pelo simples facto de não saber lidar com a dor que sente, por ver a vida passar por entre os dedos.Quantos apenas vêem o abismo à sua frente e não percebem que têm asas para voar. Asas tolhidas pela ignorância, agrilhoadas pelo deixa andar que um dia vai mudar.A existência passa e quando a senhora da foice chega já é demasiado tarde para despertar e correr para os braços da profunda realização.Mata a zona de conforto e vem comigo, não vai ser fácil, mas vai ser muito gratificante. E na caminhada sorrimos como se a meta fosse apenas mais uma etapa.

O veganismo não é moda, veio para ficar!

Ouve-se por aí que 2019 é o ano do veganismo, mas é muito mais do que isso. 2019 até poderá ser o ano com mais expressão até então, mas o boom está por vir, o futuro será inevitavelmente vegan, ou não haverá futuro de todo. Não são só as estrelas de cinema, os atletas de nível mundial ou as figuras públicas, por todo o mundo há cada vez mais pessoas a adotar este estilo de vida, que vai muito além da simples alimentação. Há uma tomada de consciência larga que faz com que a mudança seja inevitável. Um ser dito lúcido e com o mínimo de inteligência basta parar e refletir sobre as suas escolhas para um processo de mudança se iniciar. Vivemos num mundo acelerado que não deixa tempo para a plena reflexão e esse é um dos problemas.
A mudança pode ter início num dos seguintes pontos:
Ética: não há nenhuma necessidade de infligir sofrimento e tortura aos animais para nos alimentarmos. Eles são seres sencientes e é um contrassenso dizer que se gosta dos animais mas é só de alguns, não de todos.
Saú…