Avançar para o conteúdo principal

O Futuro do Jornalismo - síntese


Teve lugar no Hotel Holiday Inn, ontem pelas 21h30, o último debate do 4.º ciclo de conferências do Clube dos Pensadores. A convite do fundador do clube, o biologo Joaquim Jorge, estiveram presentes José Manuel Fernandes, director do jornal Público, José Leite Pereira, director do Jornal de Notícias, José Marquitos, administrador do jornal Sol, e Lucinda Haettich, professora de línguas e aqui representando a sociedade civil. O tema a debate foi O Futuro do Jornalismo.
Durante cerca de duas horas os convidados fizeram uma breve exposição e a plateia, como é apanágio deste clube, teve direito a intervir, colocando as mais diversas questões ao ilustre painel.
Como resumo deixo-vos ficar as frases que mais me chamaram a atenção:

José Manuel Fernandes:

"Os fait divers afastam as pessoas da informação tradicional."
"A forma de aceder à informação sofreu alterações profundas nos últimos anos."

José Leite Pereira:

"Estamos a passar por grandes transformações tecnológicas."
"A Internet fez em dez anos o que os outros orgãos de comunicação social demoraram dácadas a fazer."
"O futuro do jornalismo está em conseguirmos trabalhar em diversas plataformas."
"Interrogo-me o que estarei a fazer daqui a cinco anos."

José Marquitos:

"Os jornais gratuitos não têm a mesma qualidade."
"As novas gerações são menos sensíveis ao papel, ao cheiro, ao objecto físico."

Lucinda Haettich:

"Os blogues, chats, etc., são exercícios de cidadania. Todos nós exercemos o nosso jornalismo amador."
"Há blogues que são autênticos disparates."
"Precisamos de informação credivel, informação jornalistica séria."

Joaquim Jorge:

"Eu adoro jornais. Eu acho que o jornal nunca vai acabar."
"Existe uma ditadura da notoriedade."
"Há muita gente em Portugal que tem valor, mas não está para ter cargos."
"Em vez de rigor há sensacionalismo. Em vez de jornalismo há espectáculo."
"Os jornalistas não devem ser pé de microfone"
"Deve-se combater a cultura da supressão da verdade."

Assim terminou mais um ciclo de debates exemplares. Ficamos a aguardar novos ciclos.
Entretanto, continuam os programas de rádio às quartas-feiras, entre as 19h e as 20h, na Rádio Clube de Matosinhos, em 91.0 FM ou on-line através do site www.rcmatosinhos.com.

(fotografia: Clube dos Pensadores)

Comentários

JJ disse…
Obrigado pela amizade e interesse
Tiago R Cardoso disse…
Foi excelente.
adam disse…
Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

Mensagens populares deste blogue

Alimentação consciente

Hipócrates, considerado o pai da medicina, disse: "Que o teu remédio seja o teu alimento e que o teu alimento seja o teu remédio." Mais de dois mil anos depois essa frase nunca foi tão desrespeitada como nos nossos dias. Vivemos numa época em que o fast food é lei, com todas as implicações que daí advêm não só para a saúde física do indivíduo, mas para a própria saúde financeira de cada um e do Estado. Não é preciso ser um especialista para analisar que caminhamos para uma Era de doenças relacionadas com aquilo que se come. Aliás, isso já é notório nos países mais desenvolvidos, basta olhar para o Estados Unidos da América: obesidade, diabetes, cancro, AVC, tensão alta, alergias, etc. Os médicos de clínica geral, normalmente, pouco sabem sobre alimentação, no entanto é a eles que recorre a maioria da população. Nem todos podem ou sabem como fazer para consultar um especialista em nutrição, nutricionista ou nutrólogo. A sociedade está a ficar doente, mas a questão vai muito …

Amar uns, matar os outros.

Há coisas tão simples que nos passam despercebidas.

Fomos educados numa sociedade onde é comum a chacina dos animais para nosso bel-prazer. Alguns dirão que é por necessidade, pois bem, isso é desconhecimento, ignorância. Outros dirão que é por prazer, nesse caso o problema é maior, pois para afagar o palato não se importam que um ser tão meigo e digno de vida, como o seu animal doméstico, seja brutalmente assassinado, depois de uma vida miserável de sofrimento, apenas para ele o ter no prato.

Vivemos tempos fabulosos de paz, comparando com tempos passados da nossa História, contudo há ainda um mar de gente que na correria das suas vidas nunca parou para pensar, ou nunca foi obrigado a tal, sobre aquilo que come, que esses hábitos causam sofrimento a muitos, que estão a arruinar o planeta e que ainda por cima lhes estão a dar cabo da saúde, matando-os lentamente.

Claro que é todo um negócio, e é bom para esse mercado que as pessoas continuem com os seus hábitos sem pensar muito. A pró…

Bêbados de sono

Segundo Charles Czeisler, investigador de Harvard, um período de 25 horas sem dormir, ou um descanso de apenas cinco horas por noite durante uma semana, são o equivalente a uma taxa de alcoolémia de 1g/l. Mas a verdade é que a ética do mundo empresarial exalta esses feitos. "Jamais seríamos capazes de dizer: 'Esta pessoa é um excelente trabalhador! Anda sempre bêbado!'", escreveu ele na "Harvard Business Review", em 2006.
In. Revista National Geographic Portugal, de Maio de 2010.