Avançar para o conteúdo principal

Futebol

Há muito tempo que deixei de ligar ao futebol de uma forma intensiva. Aliás, julgo que nunca fui muito fanático, mas gostava de ver a equipa da qual era adepto e a selecção.
À medida que o futebol foi ganhando mais contornos politico e menos desportivos afastei-me, naturalmente. As conversas de bastidores e os treinadores de bancada começaram a ter mais predominância do que o próprio jogo. Era altura de deixar de perder tempo.
O facto da equipa que eu admirava ter começado a ter uma carreira menos louvável também contribuiu para o desinteresse.
O campeonato nacional deixou de ter qualquer importancia, a não ser quando havia um jogo entre os grandes, e mesmo assim, uma boa parte das vez, não via o jogo, interessando-me somente pelo resultado final.
O que é certo é que sempre que o clube, que desde menino apreciava, ganhava uma série de jogos o gosto começava a despontar gradualmente, contudo, sempre ofuscado pela politiquice que atemoriza a verdadeira essência deste desporto, chamado rei.
Não será difícil, ao leitor, descobrir qual o clube do qual sou adepto, e a razão que me leva a escrever estas linhas.
Quando a beleza do desporto supera os restantes meandros, que o ofuscam, o interesse do adepto vem ao de cima e volta novamente a surgir a vontade de olhar para esse mundo.
Outrora gostava de me reunir com amigos, de quando em vez, e apreciar uma boa partida de futebol, após a qual nos reuníamos num jantar confraternal e debatíamos a beleza inerente do que havíamos acabado de assistir. Há muito tempo que não faço isso, mas quem sabe, se os resultados se mantiverem...

Comentários

Anónimo disse…
E viva o Benfica, Marco!
JOY disse…
Por Acaso, faço das minhas palavras as tuas. É uma pena mas é a realidade.

Um abraço
Joy
Anónimo disse…
Viva, Markito!
Passei pelo teu blog...
...e vinha dizer o mesmo que o Joy, portanto faço de "minhas" as palavras dele :D
Pensava que era o único ex-SLB q andava por aí... :p
Aparece qd puderes!
Abrç,
LFN
Marco Santos disse…
Obrigado por passares por cá.
Um abraço e até breve amigo.

Um abraço também para o Joy.

Mensagens populares deste blogue

Seja feliz

Para se ser saudável tem de se ser feliz.A infelicidade mina a saúde.Não, e ela não nos cai nas mãos, temos de ir à sua conquista. O mais importante é que não dependemos de ninguém, a felicidade mais pura está nas mais pequenas coisas, mas para o percebermos temos primeiro de liberar algum lixo que ocupa a nossa mente.Seja feliz, pela sua saúde!

Vem comigo

Vidas frustradas por ilusões perdidas. Vidas gastas na comiseração. Zona de conforto que aprisiona a pobre alma, sem esta conseguir a garra, o entusiasmo para quebrar o fino fio que a prende, quando ela julga ser uma pesada corrente.Frustração dirigida ao outro pelo simples facto de não saber lidar com a dor que sente, por ver a vida passar por entre os dedos.Quantos apenas vêem o abismo à sua frente e não percebem que têm asas para voar. Asas tolhidas pela ignorância, agrilhoadas pelo deixa andar que um dia vai mudar.A existência passa e quando a senhora da foice chega já é demasiado tarde para despertar e correr para os braços da profunda realização.Mata a zona de conforto e vem comigo, não vai ser fácil, mas vai ser muito gratificante. E na caminhada sorrimos como se a meta fosse apenas mais uma etapa.

O veganismo não é moda, veio para ficar!

Ouve-se por aí que 2019 é o ano do veganismo, mas é muito mais do que isso. 2019 até poderá ser o ano com mais expressão até então, mas o boom está por vir, o futuro será inevitavelmente vegan, ou não haverá futuro de todo. Não são só as estrelas de cinema, os atletas de nível mundial ou as figuras públicas, por todo o mundo há cada vez mais pessoas a adotar este estilo de vida, que vai muito além da simples alimentação. Há uma tomada de consciência larga que faz com que a mudança seja inevitável. Um ser dito lúcido e com o mínimo de inteligência basta parar e refletir sobre as suas escolhas para um processo de mudança se iniciar. Vivemos num mundo acelerado que não deixa tempo para a plena reflexão e esse é um dos problemas.
A mudança pode ter início num dos seguintes pontos:
Ética: não há nenhuma necessidade de infligir sofrimento e tortura aos animais para nos alimentarmos. Eles são seres sencientes e é um contrassenso dizer que se gosta dos animais mas é só de alguns, não de todos.
Saú…