sábado, 13 de janeiro de 2007

"amigo da onça"


Como é que alguém pode dizer-se amigo dos animais se os come? É uma pergunta simples e directa a que qualquer omnívoro se esquiva, pois toca-lhe na consciência.
Os porcos, por exemplo, são animais doceis e amigos que podem viver com os humanos da mesma forma que os cães e os gatos. São inteligentes. Testes científicos demontraram que estes animais são capazes de executar tarefas tal como o melhor amigo do homem.
Porquê a descriminação entre os animais? Uns são amigos, outros são torturados e abatidos em condições cruéis para servir de alimento ao "amigo da onça".
Podem contra argumentar veementemente esta ideia, mas ela é tão clara como a água, e só não vê quem não quer ou não tem coragem para agir.

"Os animais são meus amigos... e eu não como os meus amigos" (George Bernard Shaw)

1 comentário:

Anónimo disse...

O melhor exemplo de levar alguem a sensibilizar-se pelos animais e consequentemente pelo vegetarianismo, é perguntando se comeria o próprio cão ou gato.
Até mesmo o coelho ou o porco já que constatamos que seres humanos conseguem domesticar tais animais.
Telvez a partir do momento em que começarem a desenvolver puros sentimentos pelo ser animal em geral(sito racionais e irracionais) talvez ai o ser humano racional deixe de comer seus irmãos, pois se aquilo de que o meu corpo é feito é igual á matéria de que é feio um porco tambem, não devo eu de conciderar meu irmão.
Talvez aì custe a comer ou matar um irmão a fim de sustentar tão vil desejo e sede de morte